Текстов песен в базе: 1 276 936
Babilônia, 2020

Babilônia, 2020

CAZASUJA

Onde a cidade vira selva, humano vira bicho
Liberdades silenciadas, sorrisos cativos
Ensinados a guerrear, nos mantemos vivos
Babilônia, 2020, irmão, seja bem-vindo
Aqui a Morte reza à Sorte pra acertar os tiro
E tem quem se negue a aceitar a real do que digo
Já que é mais fácil se calar, eu não me omito
Vim pra rasgar o plano, mano, o manto é o que visto
Sou cria de becos e ruas, elas sabem meu nome
Cresci no meio da maldade que cerca e se esconde
Sobrevivi só pra cantar como é chegar tão longe
E vim pra tomar o que é nosso nem que custe o sangue
4 santo armado, a contenção tá forte
4 bússolas apontando pro Norte
4 Plano A, não contamos com a sorte
44 versos no porte
Engatilhou? Dispara! Mira nesses que te diz PARA!
Bate os verme de frente, lute como Dandara
Que no final é vala
Mas até lá nossa missão é cultivar peixe na mala
Filho bastado da cidade caos
Que correntes não prendam meus pés
Que os inimigos não me façam mal
Vida longa para os meus fiéis
Aqueles que não podem cessar
E os que ousam desobedecer
Os que tão pra morrer e matar
E os que nunca irão se esconder
Caminhando livre como Django
Vi que nunca vão me aceitar
Preto chico-xique, pelo que tu vive
E até onde quer chegar?
Até onde suporta?

Вопросы про песню

Задать вопрос Всего: 0


Тексты других песен исполнителя

© 2017–2024 textach.ru